Arquivo de etiquetas: Noruega

Evocações

Foi um texto corajoso. Uma insurgência contra a pena de morte a que tinham sido condenados os colaboradores do regime pró-nazi durante a ocupação da Noruega. Axel Sandemose publicou-o em 1947 (a 31 de Maio) numa revista que deu à … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | 2 Comentários

Outono, o velho

Descemos manhã cedo, a manhã clara, um resto de lua ainda no azul do céu. Geada já em uma ou outra zona mais desabrigada ou sombria. Nas escarpas do pequeno vale onde corre um ribeiro, as rochas húmidas como que … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , , , | 1 Comentário

Sagkrakk

Sagkrakk. Designação de cá, das florestas noruegas, dos cavaletes de serrar. O velho livreiro servia-se com um frágil há anos, similar aos que se podem ver carregando no link atrás. Autêntica varanda de gaio (designação campónia para estrutura pouco resistente), … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | 5 Comentários

Jon Michelet – O último romance da saga «Um herói do mar»

O escritor norueguês Jon Michelet faleceu a 14 de Abril deste ano e a Noruega rendeu-lhe homenagem. As televisões, a rádio, a imprensa (o artigo do Aftenposten do funeral e cerimónia na igreja de Rygge), jornais nacionais ou locais, os livreiros que … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , , , | 1 Comentário

A grei e os notáveis

Há umas semanas atrás. 2 de Dezembro. Levantámos cedo, ainda escuro, aquecemos uma chaleira de água para o café no fogão de lenha, comemos um pequeno-almoço improvisado e rápido. Nada como o crepitar de lenha e o cheiro de café … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

Limpando florestas

          e aproveitando ontem árvores secas para lenha. Neste caso, a floresta de outro. Em terras do reino norueguês. As minhas, em terra portuguesa, estão ao abandono, e, francamente, tanto me dá. Em muito, porque de … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | 2 Comentários

Para acabar de vez com a reputação disto – eu é mais cavacas…

 ainda há um cheirinho de inverno, a uma hora por estrada a norte de Oslo gelo à dependura nas escarpas o drikketrau oferece ainda só um fiozinho tímido, o degelo vai vagaroso, escasseando a água, uma velha aquavit faz as honras da casa e … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | 4 Comentários