Arquivo de etiquetas: Oslo

Do catolicismo em terras nórdicas

  Segundo o Dabladet o bispado católico de Oslo acaba de ser condenado a uma multa de 2 milhões de coroas por ter lesado o Estado norueguês em vigarice da grossa. Já tinha sido condenado a uma multa de metade mas … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | Publicar um comentário

Em flagrante de(meio)litro

Tarde de sol, Oslo estendida pelas esplanadas de cafés e restaurantes. E meio-litro na esplanada em frente da casa da literatura entre gárrula e alegre fauna, a cair que nem ginjas. Pra descontrair do da joana e do desmascarar da democracia … Continuar a ler

Imagem | Publicado em por | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Unhas sujas de livreiros, defeitos meus

Chegado a Oslo a meio da tarde de ontem fui convidado por amigo a ir ao armazém de um outro livreiro escolher livros. Grátis. Vai haver leilão de lotes, é pena não ficar com algumas preciosidades. Mudamos caixas, arrumamos estantes, … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , ,

Anciãs de jackpot

É raro, raríssimo, jogar em lotos ou lotarias. Uma das razões é algo que teima em perdurar na memória e que me impressionou na altura. Andava pelos vinte e poucos. O sortudo a quem saiu o prémio da lotaria também. … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , ,

Militantes, segurança, civismo

Acabo de atravessar Oslo de bicicleta. Novamente, duas ou três vezes tenho que tomar atenção aos que atravessam os corredores de ciclistas ou mudam repentinamente de direcção. Especialmente a gente mais jovem, ligada aos telemóveis e a ouvir música ou … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , ,

Soluções

  A solução que quadra a matarruanos como eu. Desgostos e frustrações – acrescentam-se mais dores. Ferrugem dos 53, juntas perras, dores no chassis ou cavername: mais dores. Para esquecer as naturais. A máquina de tortura. Hoje, ao longo do … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , ,

Leituras ao sábado

Manhã de sábado, Oslo, sem tráfego, quase deserta. Café do costume a dois passos de casa. Segunda leitura de O Meças; desta vez, folheando ao acaso, saltando de trecho em trecho enquanto vou sorvendo o café. Indeciso entre o que mais … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , ,